Ao que você diz não?

Reflita, você diz não as mesmas oportunidades as quais disse sim e não teve uma boa experiência ou avalia/julga o momento real como ele é, levando em consideração as variáveis que ele pode oferecer e transformar sua visão sobre o assunto?

Sim, é isso que fazemos na maioria das vezes, trazer nosso passado ou experiências alheias para dar nossos sims e nãos perante a vida, já parou para pensar nisso?

Cada experiência traz em si variáveis infinitas e temos que entender ao que dizemos NÃO.

Dizemos não ao que não queremos mais.

Dizemos não a relacionamentos abusivos, mas dizemos sim a conhecer pessoas e a tentar outro relacionamento em outras condições e com uma nova pessoa.

Dizemos não a trabalhos que não nos fazem bem, mas dizemos sim a novas rotinas que podem ser diferentes mesmo que na mesma área de atuação.

Dizemos não a muitas oportunidades, mas dizemos sim à escolhas que são baseadas nos nosso valores e princípios de hoje, que só foram capazes de existir e se transformar perante as vivências que permitimos que acontecessem.

Não existe problema em negar uma experiência, somente leve em consideração que nessa atitude, ao contrário de se permitir, você está deixando de viver uma nova experiência que sem dúvida será diferente de alguma forma. 

Melhor? Pior?

Talvez.

Que tal encararmos sem esse apelo de classificação e ver apenas uma experiência a qual você pode dar seu ponto final quando quiser. O importante é ter consciência que toda ação tem uma reação na sua vida e na das pessoas ao seu redor e isso é uma grande responsabilidade, ao que está disposto a “pagar para ver” ?

Eu procuro estar disposta a dar uma pequena garfada em cada prato que nunca experimentei, aos que já sei do que são feitos, faço uma pré-avaliação dos sabores que já sei não gostar e gentilmente recuso. Afinal erva-doce no bolo de fubá é sacanagem!

Yala Kerolin, acreditando que o medo de sofrer e a mágoa podem ser os grandes vilões para se ter uma vida repleta de ótimas surpresas.

Um comentário sobre “Tudo ao que você diz não

  1. Dizer “não”. Tarefinha difícil para muitos. Um exercício diário.

    “Yala Kerolin, acreditando que o medo de sofrer e a mágoa podem ser os grandes vilões para se ter uma vida repleta de ótimas surpresas”.

    Parabéns, ótima reflexão.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s